quinta-feira, 24 de julho de 2008

"Sapatos de Rebuçado" de Joanne Harris


Resumo:
Este, é o seguimento ao livro “Chocolate”, publicado há já uns aninhos atrás.
Nesta segunda incursão pelo universo da primeira história, encontramos as protagonistas do primeiro (Vianne e a sua filha Anouk) a viverem sob identidades falsas (Yanne e Annie, respectivamente). Agora, Vianne tem uma chocolataria em Montmartre e um homem que quer cuidar dela e das suas filhas, Thierry. Contudo, tudo isto se agrava com a chegada de Zozie, uma mulher que, à semelhança de Vianne, é linda e poderosa. Contudo, as intenções de Zozie não são as mais claras, dado que o seu objectivo é, aos poucos, apoderar-se da vida da protagonista. O livro, que é narrado sobre o ponto de vista de três personagens (Zozie, Annouk, Vianne), inclui ainda elementos de outros livros como “Cinco Quartos de Laranja” e trás também de volta a personagem de Roux.
----------------------------------------------------------------------------------
Biografia da escritora:
Joanne Harris nasceu no Yorkshire, em 1964, de mãe francesa e pai inglês. Com "Chocolate", "Vinho Mágico", "Cinco Quartos de Laranja", "A Praia Roubada", "Na Corda Bamba", "Danças & Contradanças", "Valete de Copas e Dama de Espadas" e "Xeque ao Rei" (todos publicados pela ASA), conheceu um retumbante sucesso internacional, que a adaptação ao cinema de "Chocolate" (com Juliette Binoche e Johnny Depp) veio intensificar. Com Fran Warde, é co-autora dos livros "A Cozinha Francesa" e "Do Mercado para a sua Mesa – Novas Receitas da Cozinha Francesa", também publicados pela ASA.
----------------------------------------------------------------------------------
Comentário:
Acabei ontem à noitinha de ler o livro. Fiquei triste de chegar ao fim, mas tinha mesmo de ser não é? Este foi o primeiro livro que li da escritora e surpreendeu-me, imenso! Estou agora ansiosa para comprar outro livro dela, talvez "A Praia Roubada", quem sabe? ;)
Vou tentar não revelar muitos pormenores da história, porque a magia do livro acabaria por se perder, mas posso dizer que o livro é uma surpresa maravilhosa, escrito de forma agradável de ler e que nos prende a cada uma das suas personagens.
A história é narrada na primeira pessoa pelas três personagens principais de forma sincera, aberta e clara, como se de um diário se tratasse. O enredo ganhou uma característica doce, gentil e suave, não apenas porque também Anouk narra os seus dias, mas também porque se sente uma magia permanente no ar, como se se tratasse das cores do arco-íris. Não considero esta história mais infantil que a anterior - "Chocolate" (apenas vi o filme). Não. Creio que a história se torna mais envolvente e apelativa, mostrando sentimentos tão humanos quanto a vontade de Vianne de endireitar a sua vida, a de Zozie de se afirmar pessoalmente e a de Anouk se encaixar socialmente na escola que frequenta. Tratam-se, ao fim e ao cabo, de histórias verdadeiras num ambiente pleno de pózinhos, magia e símbolos esotéricos.
As histórias dentro da história são uma mais valia e acabam por contribuir para que o leitor fique completamente envolvido e "apaixonado" por este livro. Realmente, são palavras com sabor a rebuçado que Joanne Harris nos dá a ler. :)
Recomendo vivamente a todos os fãs da escritora e aconselho aqueles que nunca leram nada dela a lerem este livro. Vale mesmo a pena!

1 comentário:

Flicka disse...

Eu ainda não li os livros da Joanne Harry, embora tenha cá dois livros dela que comprei há +/- 2 anos: "Cheque ao Rei" (acho que este conta uma história completamente diferente de todas que a Joanne escreveu até agora) e "Na Corda Bamba" (este parece que é sobre bruxaria mas é melhor veres a sinopse...). E quanto ao "Chocolate" vi em filme com Johnny Deep, portanto já não vai dar para ler esse livro! ;-)
Realmente, o teu comentário despertou-me curiosidade... Ok, vou então pedir emprestado "Sapatos de rebuçado" a alguém! ;-)