segunda-feira, 11 de agosto de 2008

"Abandonada" de Anya Peters


Resumo:
Esta é uma histórica verídica contada na primeira pessoa. Separada da mãe verdadeira ao nascer, Anya cresce num ambiente de terror, dominado pelo seu tio manipulador e violento. Agredida, humilhada e violada por ele desde os seis anos de idade, Anya pensa que nada mais lhe poderá acontecer. Mas acontece…
O tio de Anya torna.se descuidado nas suas agressões e começa a violá.la à frente dos outros filhos. Quando os seus irmãos passam a chamá.la de "prostituta", Anya não consegue aguentar e todos os segredos que é obrigada a guardar desde sempre são revelados. E então, a sua “Mamã”(tia), a única pessoa que Anya sempre amou e cujo afecto a ajudara a suportar aquela existência de terror, abandona-a.
Decidida a começar uma nova vida, Anya esconde os seus sentimentos e tenta seguir em frente. Mas quando se torna uma sem-abrigo, passando a viver no próprio carro, sabe que tem de lidar com os segredos do passado para poder encontrar a segurança e felicidade que sempre desejou. Anya começa, então, a descrever as suas experiências num diário na Internet. Rapidamente, o seu blogue conquista uma série de leitores, contribuindo para a reflexão os "sem-abrigo escondidos" e levando à publicação da sua história.
Hoje, Anya já não é uma sem-abrigo. Anya Peters é um pseudónimo.
----------------------------------------------------------------------------------
Biografia da escritora:
A biografia da escritora é o próprio livro.
----------------------------------------------------------------------------------
Comentário:
Esta é uma história que me comoveu. É violenta, não só pela forma como Anya descreve os abusos sexuais que sofreu, como também por todo o sofrimento psicológico que descreve. É um livro que se lê de "enfiada". Li.o em 2 dias. Não estava à espera deste final... Um blog "salva.lhe" a vida.
Anya abrigava.se num hospital durante o dia e dormia no carro, á noite. Certo dia quando estava a almoçar no hospital, lê num jornal um artigo sobre blogues. Recorre à biblioteca, onde acede à internet e cria um. Conta a sua história no blog, e o The New Yorker Times convida.a a escrever o livro. Como esta é uma história verídica, não posso criticar o final, mas posso dizer que não ultrapassou as minhas expectativas. Por norma não gosto de contar muitos promenores acerca da história, mas achei que o podia fazer.. de qualquer das maneiras se acederem ao blog da escritora conhecerão a história..
----------------------------------------------------------------------------------
Anexo:
Podem aceder ao blog de Anya aqui -> WanderingScribe.

5 comentários:

Pedro disse...

Não é o tipo de livro que me apetece ler, sou mais virado para a ficção... Mas gostei de ler a opinião e conhecer o livro ;)

Eli disse...

Estou a ler o livro agora estou no capitulo 40 , mas a forma como ela relata os abusos sexuais sim impressionou me um pouco até vontade de chorar e ver a coragem que ela teve em contar !

gisela disse...

estou a ler este livro de momento e estou muito comovida, arrepio-me a cada frase que leio, gostei muito do teu blog vou passar cá mais vezes, gostava que visitasses o meu, escrevo poesia. fica bem

gisela disse...

ja leste o livro: a flor do mal, o aloendro branco ? é espectacular. recomendo

anafilipa801 disse...

Ja li o livro . Comoveu-me imenso .
E uma historia de vida dificil.Toda a historia impressionou-me muito .
Adorei o livro .