sábado, 9 de agosto de 2008

"O Espelho Negro" de Juliet Marillier


Resumo:
"O Espelho Negro" é o primeiro livro da saga "As Crónicas de Bridei", que é narrado no reino dos Pictos (Escócia) - Fortriu, em meados do séc. VI, descrevendo o percurso desde a infância até à maturidade do jovem Bridei. Este é criado pelo poderoso druida Broichan que tem como missão ensiná.lo e prepará.lo nas artes da guerra e da erudição, nada mais que prepará.lo para subir ao trono. Bridei, será testado tanto no mundo dos homens como no mundo mágico dos Good Folir (Boa Gente), numa guerra desleal onde a confiança e a traição são separadas por estreitos caminhos por onde ele passará. Bridei cedo aprende a conviver com o medo e a solidão, mas quando acorda no meio de uma noite de Inverno gelada e encontra um bebé na soleira, recolhe-a e agradece aos deuses essa dádiva de uma companhia, o que definitivamente vai determinar o seu futuro. Esta criança vem atrapalhar os planos do seu pai adoptivo (Broichan) e dos seus companheiros, pois é uma filha dos Boa Gente que vive no mundo dos Homens e que faz as suas próprias regras, conforme os seus interesses e necessidades. Mas nem Bridei e a menina Tuala estão dispostos a escutar a voz da razão e um forte sentimento de proteção e amizade logo se enlaça, formando-se mais tarde não mais aquele sentimento que se tem entre irmãos, mas num amor que um homem e uma mulher sente...
Juliet Marillier apresenta.nos um poderoso romance sobre dever, destino e desejo. Com as suas soberbas descrições o leitor viaja num mundo simples e ao mesmo tempo complexo, onde as florestas e os seus grandes lagos muitas vezes escondem a sua própria força e magia. As personagens e as suas características expressivas tão peculiares, são sem dúvida nenhuma o grande destaque deste livro. Juliet descreve.nos em várias formas o amor, a amizade, a lealdade, a tolerância e a compreensão, comprometidos por uma força maior, totalmente transcendentes. Há certas coisas na nossa vida, que muitas vezes não se tem como se expressar somente em palavras, exactamente por serem sentimentos tão puros e imaculados, mas Juliet Marillier com toda a sua maestria conseguiu exactamente retratá.los!
----------------------------------------------------------------------------------
Biografia da escritora:
Juliet Marillier nasceu em Dunedin, na Nova Zelândia, uma cidade com fortes tradições escocesas que a influenciaram profundamente. Licenciou-se com distinção em Linguística e Música na Universidade de Otago e tem tido uma carreira variada que inclui o ensino, a interpretação musical e o trabalho em agências governamentais. É a autora da internacionalmente famosa trilogia "Sevenwaters": "A Filha da Floresta", "O Filho das Sombras" e "A Filha da Profecia", que ganharam vários prémios internacionais tendo sido a autora aclamada como a sucessora de Marion Zimmer Bradley.
----------------------------------------------------------------------------------
Comentário:
Acabei! Há livros que estão destinados a serem épicos no mundo da literatura, há escritoras que se nos prendem no coração e nos fazem desejar por uma nova criação. Este livro retrata tudo isso. Houve momentos em que palpitei sem saber o desfecho de uma cena, em que me irritei e me surpreendi com algumas personagens. A intriga palaciana está bem patente neste livro, a magia aparece subtilmente nas entrelinhas, e o amor atinge o seu zénite no final, deixando um suspense...O próximo livro trará de certeza novas surpresas. R-e-c-o-m-e-n-d-o!!
Agora vou fazer um intervalo pequenino nas Crónicas de Bridei e ler o livro "Abandonada" de Anya Peters que está à minha espera na prateleira há já 3 dias :P, mas logo a seguir vou ler "A Espada de Fortriu" (2.º livro da saga). ;)

5 comentários:

Pedro disse...

Eu li a trilogia de Sevenwaters... E foi dos livros que mais me
marcou. Absolutamente fabuloso!

Estou a roer a unhas de querer ler este livro!

Sofia disse...

Também li a trilogia de Sevenwaters e gostei bastante. Esta colecção chama-me igualmente atenção. Boa sugestão :)

Flicka disse...

Ainda não li nada desta autora mas já tenho na prateleira o primeiro livro da triologia "sevenwaters" à espera de ser lido... certamente, com tantas boas criticas relativas à autora, já não irei demorar a pegá-o... ;-)

Miar à chuva disse...

Estou como a flicka :-/
Mas já tenho na estante a trilogia Sevenwaters à minha espera.
Já agora... gostei muito deste blog!
Sandra
http://vidasdesfolhadas.blogspot.com/

Jojo disse...

Olá beatriz!
Depois de ler as tuas opiniões sobre estas Crónicas resolvi finalmente pegar nelas. Já li o primeiro. LINDÍSSIMO! Estou a ler o segundo e estou adorar. Parece ainda ainda vai ser melhor que o primeiro.

Bjinhos**