sexta-feira, 27 de março de 2009

"Nunca me Esqueças" de Lesley Pearse


Finalmente acabei de ler este livro, uff. Não é que me tenha custado a lê-lo mas como o comecei em finais de Janeiro e desde aí são só testes e trabalhos e mais testes, não dava tempo nenhum para ler, mesmo! Todo o tempinho livre que tive foi só mesmo para estudar. :O
Quando comprei este livro, estava à espera de uma história romântica daquelas que dá vontade de ler enrolada numa mantinha e chorar ao ler as lamechices todas. :'D Afinal enganei-me e o título é uma boa máscara para o que o livro retrata. Afinal, esta é uma história sobre deportação.

Até onde iria por amor?
Num dia…
Com um gesto apenas…
A vida de Mary mudou para sempre.


Naquele que seria o dia mais decisivo da sua vida, Mary – filha de humildes pescadores da Cornualha – traçou o seu destino ao roubar um chapéu. O seu castigo: a forca. A sua única alternativa: recomeçar a vida no outro lado do mundo. Dividida entre o sonho de começar de novo e o terror de não sobreviver a tão dura viagem, Mary ruma à Austrália, à época uma colónia de condenados. O novo continente revela-se um enorme desafio onde tudo é desconhecido… como desconhecida é a assombrosa sensação de encontrar o grande amor da sua vida. Apaixonada, Mary vai bater-se pelos seus sonhos sem reservas ou hesitações. E a sua luta ficará para sempre inscrita na História.
Inspirada por uma excepcional história verídica, Lesley Pearse – a rainha do romance inglês – apresenta-nos Mary Broad e, com ela, faz-nos embarcar numa montanha-russa de emoções únicas e inesquecíveis."


Esta foi sem dúvida uma história comovente, uma grande lição de vida, luta e resistência que a cada momento nos inunda os sentidos e apela à reflexão. É uma história de verdadeira coragem e determinação, que dá grande importância a sentimentos, como o instinto de sobrevivência e de protecção.
Pearse relata-nos a história de alguém com a bravura e audácia necessárias para ultrapassar as maiores adversidades pelos quais uma mulher pode passar. Ao longo da narrativa Lesley Pearse faz um retrato do que de melhor e pior existe no Homem. Por um lado a indiferença e a violência a todos os níveis, por outro, e em oposição, a bondade, a entreajuda, a compreensão, a amizade, o companheirismo e a pureza do amor.
Recomendo! ;)
Sayounara.

4 comentários:

Pedro disse...

Como já muitos disseram, o livro parece bastante mais cor-de-rosa do que realmente é... Pode ser que isso me faça querer lê-lo!

Ferncarvalho disse...

É uma história extraordinária, não é? E sabendo que foi baseada numa personagem real ainda mais nos arrepia.
Tb gostei imenso desse livro.
:)

Livros de Bia disse...

Não conheço essa autora.
Aliás, desde que criei meu blog tenho tido contato com vários nomes que até então me eram desconhecidos e isso é ótimo!

Qdo tiver um tempinho, me visite!
http://livrosdebia.blogspot.com

Bjs

Cantinho da Leitura disse...

Olá!
Este não foi o primeiro livro que li dos dois que esta escritora publicou, mas foi este mesmo o primeiro a ser publicado.

Dos dois que li, este sem dúvida foi o que me mais marcou...

Acho sinceramente que é uma história que marca qualquer um, perante as lições de vida que transmite e que tanto nos faz reflectir até ao fim.

Eu fiquei comovida e também extremamente chocada, perante cenas tão perturbadoras que são descritas e que fizeram parte de uma história real, de uma mulher espantosa.

Fiquei com pena, de não saber o seu destino no final da história. Depois de uma prova como esta que passou, gostava que Mary tivesse acabado por ter direito á felicidade, ao amor e ao aconchego.

Espreita o meu blog...

Beijinhos