sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

"Os Maias" de Eça de Queiroz



Acabei mesmo agora de ler "Os Maias". Não vou mentir.. ao príncipio estive um bocado receosa acerca daquilo que poderia encontrar no livro e nem sequer estava entusiasmada por começar a lê-lo, já que o tive de fazer porque faz parte do programa de Português do 11.º ano.. Até me poderia dar ao luxo de ler apenas um livro de resumo dos "Maias" ou até sacar uma escrita superficial e desenrrascar-me com ela.. mas achei por bem ler o livro. Primeiro por ser tão falado e apreciado por uns e tão criticado negativamente por outros. Eu gostei! Não foi nada do que esperava e achei a história bastante interessante. Não vou negar que é um livro cheio de descrições e que se chega a umas partes em que não se sabe do que é que se está a falar, não, não nego. Mas a história em si, tem algo de espectacular.
Pela quantidade de páginas, há quem fique um pouco assustado mas quando se começa a ler, principalmente a partir da página 200, é dificil parar. Eça sabe melhor que ninguém manter o interesse do leitor pela história. O livro é um retrato fiel do Portugal da época e ao mesmo tempo muito actual. O diletantismo que ainda hoje está presente em muitos Portugueses que sonham alto mas esquecem-se que para concretizar os sonhos é preciso trabalho, a inveja, o ciúme, a vingança que está cada vez mais presente no mundo...
Eça conta a trágica história da família Maia, uma família tradicional Portuguesa, e depois a linda história de amor entre dois irmãos que ao descobrirem o seu parentesco acabam com a relação. Esta é a unica parte que me desiludiu.. Estava à espera de um fim mais ousado, em que os dois irmãos decidiam ser felizes juntos independentemente do seu parentesco porque, esse sim seria um bom exemplo para todos, o de lutarmos pelo objectivo de sermos felizes. Sendo um amor bastante importante então, porquê acobardarmo-nos às exigências de muitos que não são nem deixam os outros serem felizes?
Voltando ao livro, é de salientar o humor com que Eça critica a sociedade Portuguesa e a forma como descreve sítios lindos em Portugal (Sintra, por exemplo). É, sem dúvida, uma grande obra da Literatura Portuguesa e Eça um escritor como poucos no mundo!
Aconselho! ;)
__________________________
Ora, por motivos de força maior, o meu ritmo de leitura vai bastante lento.. Este ano lectivo está a ser puxado e rouba-me muito tempo. Comecei agora a ler o livro "Ética para um Jovem" de Fernando Savater por ser fino e de fácil leitura, espero.
Estive ainda agora a contar os livros que me restam ler e contei nas prateleiras 27 (a contar com o que iniciei hoje!). Incrível! Nunca tive tanto livro na prateleira por ler.. Estou desejosa, por exemplo, de ler o terceiro volume da saga "Luz e Escuridão" - "Eclipse", mas como sei que é um livro com o qual me vou entusiasmar não posso lê-lo nesta altura.. em época de estudo há mas é que estudar.. :\ E é já esta semana que tenho o primeiro e segundo teste, por isso, mais uma "dieta de leitura".
Enquanto isso, boas leituras para vocês. ;)
Sayounara.

3 comentários:

Maria Manuel disse...

Fico contente por uma jovem como tu apreciar ler os clássicos. Acho que fizeste muito bem não te ficares pelos resumos, que fazem com que a maioria dos jovens desista de ler livros. Os livros são muito importantes na nossa formação e o que, à partida, pode paracer uma 'seca' pode transformar-se numa leitura interessante e surpreendente. Agora que gostaste de ler Os Maias, recomendo a leitura de outros livros do autor como O Primo Basílio (que é engraçadíssimo);A Cidade e as Serras; O Crime do Padre Amaro, entre outros.
Parabéns pelo blog, está espectacular

Cristina Bernardes disse...

Faço minhas as palavras da Maria Manuel, se ela me permite. Eça é sem dúvida um autor fantástico da nossa literatura portuguesa; achei engraçado desejares um final mais ousado, no entanto temos de recordar que o livro foi escrito no século XIX... e já era demasiado ousado para a altura.
Quanto ao livro de Savater que estás a ler, ainda não li, mas as críticas ao Fernando Savater ( que aliás esteve num congresso em LX na semana passada: http://fasciniodaspalavras.blogspot.com/2009/01/congresso-internacional-de-promoo-da_26.html/
) são fantásticas. Boas leituras... sejam elas lentas ou não!

Pedro disse...

Eu ADORO Eça de Queirós =DD