quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

"P.S. - Eu amo-te" de Cecelia Ahern

Quase todas as noites Holly e Gerry tinham a mesma discussão - qual dos dois se ia levantar da cama e voltar tacteando pateticamente o caminho de regresso ao apetecível leito? Comprar um candeeiro de mesa-de-cabeceira parecia não fazer parte dos planos, e assim o episódio da luz repetia-se a cada noite, num rito conjugal de pendor cómico a que nenhum desejava pôr termo. Agora, ao recordar esses momentos de pura felicidade, Holly sentia-se perdida sem Gerry. Simplesmente não sabia viver sem ele. Mas ele sabia-o, conhecia-a demasiado bem para a deixar no mundo sozinha e sem rumo. Por isso, imaginou uma forma de perpetuar ainda por algum tempo a sua presença junto da mulher, incentivando-a a viver de novo. Mas como se sobrevive à perda de um grande amor? Holly ter-nos-ia respondido: não se sobrevive! Mas Holly sobreviveu!
_________________________________________________________

Bom, devo dizer que já andava a admirar este livro há uns belos tempos atrás. Simplesmente não o comprei na altura por causa do título... pensei que fosse uma história de amor "fatela"... De qualquer das maneiras, na feira do livro do meu colégio lá estava ele, à minha espera.. e ainda por cima mais baratinho.. então decidi que valia a pena matar a curiosidade. :)
Duas palavras para descrever o livro: simplesmente maravilhoso!
A história em si, não foi nada como esperava. É sim uma hitória de amor, mas uma história que nos leva para um universo onde o sentimento perdura depois da morte.
Como sobreviver à perda do amor de uma vida com simplicidade, modéstia e puro divertimento apesar da dor? Como sentir presente alguém que partiu para não mais voltar? Este livro fantástico, que proporciona momentos de leitura quase hipnótica tem a resposta... Dá vontade de pegar no papel e na caneta e dizer àquela pessoa tudo o que se sente e no fim dizer "P.S. - Eu Amo-te". ;)
Não pretendo adiantar muito a história porque assim perde a piada e por isso mesmo, aconselho a lerem-no! É tãoooo lindooooo!
Talvez até alguns de vocês já tenham visto o filme. Sim, o livro foi já adaptado ao grande ecrã, com o título "P.S. - I love you". Ainda não o vi mas entretanto alugo-o. Vou deixar-vos o trailer para matarem a curiosidade! Acho que está muito bem feito, em parte é um belo resumo! ;)

Primeira mensagem - Março (página 31)

Poupa algumas nódoas negras, e compra um candeeiro de mesa-de-cabeceira.

P.S.: Eu amo-te.

Penúltima mensagem - Novembro (página 329)

A Cinderela tem de ir ao baile este mês. E irá com um aspecto encantador e maravilhoso e divertir-se-à imenso como sempre... Mas nada de vestidos brancos este ano...

P.S.: Eu amo-te.

Última mensagem - Dezembro (página 349)

Não tenhas medo de te apaixonar outra vez. Abre o teu coração e segue para onde ele te levar... e lembra-te, pede a lua...

P.S.: Eu amar-te-ei sempre.

_________________________________________________________

Áh sim, é verdade, nesta terça-feria que passou comprei quatro livros. Bom, tecnicamente comprei dois. A primeira aquisição foi "O Crepúsculo" (finalmente encontei-o '--) e depois aproveitei uma bela promoção na Bertrand em que comprava o primeiro livro das "Crónicas de Gelo e Fogo" e ofereciam o segundo. Hehe. Essa loja nunca me desilude... mais uma vez está com umas promoções fantásticas! ;)

Uma outra aquisição foi o livro "Lua Nova" (o segundo da saga "Luz e Escuridão"), mas esse é uma das prendas de Natal da mamã. xD

Sayounara.

_________________________________________________________

(update) - 20.12.2008

O filme "P.S. - Eu amo-te" não vale a pena. O livro é 100 vezes melhor!

2 comentários:

quase Eu disse...

pois, os livros são sempre melhores, cheios de pormenores que os filmes perdem, mas realmente, para quem não leu o livro, fica completamente apaixonada pelo filme!!! Amei! ;P

(caso não tenhas reparado, chorei no fim...)

Maria Manuel disse...

O livro é de facto apaixonante. Depois de o ler tive a curiosidade de ver o filme e posso dizer que fiquei muito desiludida. De facto, os livros são sempre melhores do que os filmes... que tendem a ver o lado comercial e a descurar partes fundamentais da história.

Parabéns pelo blog. Também tenho um do género:

http://marcadordelivros.blogspot.com